A freguesia de Peso fica situada num vale da encosta da Serra da Estrela, na zona Sul do concelho da Covilhã. É servida pela Estrada Municipal que liga as freguesias de Vales do Rio e Coutada.

Sobre as suas origens reza a lenda que um almocreve cruzou um dia ali o rio com o saco às costas. Enquanto atravessava o rio foi perdendo parte da mercadoria sem se aperceber.

Quando chegou à outra margem, sentindo-se mais aliviado, suspirou: “Oh! Que pesinho!” Esta exclamação contrapunha-se com a que tivera no início da travessia. “Oh! que peso, arre!”

Esta história espalhou-se pelo povo que logo se apressou a chamar ao lugar da margem direita do Zêzere “Peso”, e ao da margem esquerda “Pesinho”.

Toponimicamente falando, a palavra “Peso” vem do substantivo latino “pondo” (ponderável). Peso se chamava também a balança de pesar, à medida peso, e à moeda das repúblicas americanas de origem espanhola.

O Peso foi curato anexo ao priorado de Santa Maria Madalena da Covilhã e da apresentação do prior. O cura recebia por ano oito mil reis de côngura e o pé-de-altar.

Administrativamente, as suas delimitações já foram amiores do que actualmente, pois pertenciam-lhe Coutada, Pesinho e Vales do Rio, os quais respectivamente, em 04/12/1872, 07/04/1895 e 07/06/1976 passaram a fazer parte de outra freguesia ou constituiram-se freguesias independentes.

Após o fluxo migratório que se verificou nas décadas de 50, 60 e 70, Peso tem vindo a recuperar população com a fixação de população jovem. As infra-estruturas criadas, as melhorias das vias de comunicação, a criação de emprego perto da residência, a criação de estruturas desportivas, culturais e de lazer, e a consequente melhoria de vida, concorreram para que tal acontecesse.

A Junta de Freguesia e a iniciativa privada com o seu dinamismo, têm sido verdadeiros pilares na promoção do desenvolvimento e do bem estar.

Economicamente, a indústria, a agricultura e o pequeno comércio destacaram-se como actividades dominantes.

Dados Gerais

Padroeira: Santa Maria Madalena

População: 1.200 habitantes

Área: 12 km2

Actividades Económicas: Indústria (confecção, fundição, carpintaria, reciclagem de papel e plástico), construção civil, serralharia, contabilidade e serviços, auto (venda e mecânica), armazém alimentar, lagar e pequeno comércio

Gastronomia: Grão-de-bico com ovos, enchidos (morcelas de sangue, morcelas de arroz e chouriço mouro), beringelas fritas com ovos, estufado de perdiz, pão leve, brulhões

Artesanato: Mantas e passadeiras de ourelos

Locais de Interesse Turístico: Miradouros no Penesinhos

Cursos de Água: Rio Zêzere e ribeiro do Braçal

Descrição Heráldica

BRASÃO: Escudo de azul, peso de ouro entre dois ramos de oliveira de prata, frutados de negro, com os pés passados em aspa e atados de ouro; campanha diminuta ondada de prata e azul de três tiras. Coroa mural de prata de três torres. Listel branco, com a legenda a negro: “PESO – COVILHÔ.

BANDEIRA: Amarela. Cordão e borlas de ouro e azul. Haste e lança de ouro.

SELO: Nos termos da Lei, com a legenda: “Junta de Freguesia de Peso – Covilhã”.